Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Circulação na Linha do Minho retomada após abalroamento de carro que feriu duas crianças

Infraestruturas de Portugal garantiu que tanto os sinais sonoros como o mecanismo que aciona as barreiras da passagem de nível funcionaram.
Lusa 16 de Dezembro de 2020 às 19:08
Duas crianças feridas em colisão de comboio com carro em Caminha
Duas crianças feridas em colisão de comboio com carro em Caminha FOTO: Direitos Reservados
A circulação ferroviária na Linha do Minho, em Caminha, no distrito de Viana do Castelo, foi restabelecida esta quarta-feira, às 17h07, depois de ter estado interrompida desde as 14h58, após um abalroamento que feriu gravemente um rapaz de 12 anos.

Contactada pela agência Lusa, fonte do Comando Territorial da GNR de Viana do Castelo, adiantou que "ainda no local a criança foi sujeita a manobras de reanimação, tendo sido transportada ao hospital de Santa Luzia", na capital do Alto Minho.

"Está a ser equacionada a sua transferência para uma Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) num hospital do Porto, devido ao estado crítico em que se encontra", especificou.

Além do rapaz de 12 anos, seguiam na viatura ligeira abalroada na passagem de nível de Lampejão, freguesia de Moledo e Cristelo, por um comboio inter-regional que fazia a ligação entre Valença e Viana do Castelo, um outro rapaz, de 11 anos e, uma mulher de 35.

"O ferido grave, que seguia no banco traseiro da viatura, é amigo da criança de 11 anos que seguia, na frente, ao lado da mãe, condutora da viatura. Mãe e filho não sofreram ferimentos, mas a mulher foi transportada ao hospital de Viana do Castelo para receber assistência psicológica", especificou a fonte da GNR.

Aquela fonte adiantou que a "GNR está a investigar as causas do acidente, tal como a Infraestruturas de Portugal (IP), que deslocou uma equipa para o local".

Contactada pela Lusa, fonte da IP garantiu que "tanto os sinais sonoros como o mecanismo que aciona as barreiras da passagem de nível funcionaram".

"O sistema está em pleno funcionamento", assegurou a fonte.

A fonte da IP adiantou que "o comboio inter-regional retomou a marcha às 17h07 e que, às 17h15 a Linha do Minho estava livre à circulação".

Ao local compareceram 21 operacionais de 11 viaturas dos bombeiros voluntários de Vila Praia de Âncora e Caminha, a Viatura de Emergência Médica (VMER) estacionada no hospital de Santa Luzia, em Viana do Castelo, Infraestruturas de Portugal e GNR.

Também em Caminha, em setembro, um outro abalroamento numa passagem de nível na freguesia de Seixas envolveu uma viatura ligeira, sem causar feridos, mas obrigando ao corte temporário da circulação ferroviária da Linha do Minho.

Na altura, à Lusa, o presidente da Câmara de Caminha, Miguel Alves, explicou que a passagem nível "tem sinalização horizontal e vertical".

"A condutora meteu o carro fora da via de atravessamento e o veículo caiu dentro dos carris. Na altura não passava nenhum comboio. Como não conseguiu tirar o carro da linha, retirou as duas crianças que seguiam na viatura colocando-se a salvo. Entretanto, acabou mesmo por passar o comboio que levou o carro pela frente", especificou.

Ver comentários