Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Condenado a dois anos de cadeia por bolsa de apostas desportivas de fachada

Em causa estava uma página de internet, detida pelo condenado, que captava verbas de investidores incautos.
José Durão 28 de Outubro de 2021 às 09:21
Bruno Martins foi condenado
Bruno Martins foi condenado FOTO: Pedro Brutt Pacheco
Bruno Martins foi esta quarta-feira condenado a dois anos de pena efetiva pelo crime de receção de depósitos e outros fundos reembolsáveis. Em causa estava uma página de internet, detida pelo condenado, que captava verbas de investidores incautos sob a fachada de uma bolsa de apostas desportivas online.

Bruno Martins vinha acusado dos crimes de burla qualificada e de branqueamento de capitais, acusações que o coletivo de juízes deixou cair, argumentando que “todas as pessoas [que entregaram dinheiro] sabiam que se tratava de uma casa de apostas”. E “ninguém se desloca a uma casa de apostas e espera certeza”, declarou o presidente do coletivo, que não aceitou os pedidos de indemnização cível.

Um outro arguido, que estava acusado dos mesmos crimes, foi totalmente ilibado. Do processo foi extraída a certidão de um terceiro arguido, que faltou a todas as sessões e será agora julgado num processo à parte.

Bruno Martins crime lei e justiça justiça e direitos
Ver comentários