Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Condenado por roubos escapa da prisão de Caxias pelo mato

Falta de torres de vigilância ativas ou de câmaras facilitou a evasão.
João Carlos Rodrigues e Miguel Curado 16 de Abril de 2021 às 08:22
A carregar o vídeo ...
Condenado por roubos escapa da prisão de Caxias pelo mato
Um recluso com problemas psiquiátricos que cumpre pena de internamento por roubos no hospital-prisão de Caxias, Oeiras, aproveitou a falta de vigilância e fugiu a pé por uma zona de mato que rodeia o estabelecimento, esta quinta-feira à tarde. O homem – um inimputável de 31 anos – “integrava uma brigada de trabalho que andava a apanhar ervas” quando “se furtou à vigilância”, explica a Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP).

Segundo o CM apurou, a falta de torres de vigilância ativas ou de câmaras facilitou a evasão. Os Serviços Prisionais não esclareceram quantos guardas vigiavam o grupo. Quando a fuga foi detetada, pelas 15h53, foi difundido um alerta para as forças policiais. A PSP mobilizou cerca de 20 operacionais para a zona envolvente ao Alto da Boa Viagem, onde o fugitivo foi visto pela última vez. Foram controlados vários carros e foi pedido aos moradores das proximidades para se recolherem em casa. Até à hora de fecho desta edição, o recluso em fuga ainda não tinha sido apanhado. A DGRSP já abriu um processo de averiguações interno para apurar as circunstâncias da evasão.
Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais Caxias Oeiras DGRSP crime lei e justiça prisão fuga
Ver comentários