Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Detido em Peniche pai que raptou e sequestrou filhos de 11 e 12 anos em Tenerife

Crianças estão bem de saúde, adiantam as autoridades. PJ efetuou detenção.
Correio da Manhã 24 de Agosto de 2021 às 12:16
Detido pai que raptou e sequestrou filhos de 10 e 11 anos em Tenerife
Detido pai que raptou e sequestrou filhos de 10 e 11 anos em Tenerife FOTO: Direitos Reservados
Foi detido pela Polícia Judiciária esta terça-feira em Portugal, o pai albanês residente na Alemanha que raptou e sequestrou filhos de 11 e 12 anos em Tenerife.

Em comunicado, a PJ explica que o homem foi detido em Peniche, no "cumprimento de um mandado de detenção europeu emitido pelas autoridades judiciárias competentes de Espanha". Na mesma operação as autoridades explicam que deram cumprimnento "a três pedidos de localização internacional dos seus dois filhos, com 11 e 12 anos, emitidos pelas autoridades competentes de Espanha e da Alemanha"

A Polícia Nacional espanhola, confirmou também a informação no Twitter, adiantando que os menores, Kristian y Amantia, foram encontrados "em perfeito estado de saúde", e que o pai das crianças foi detido "a norte de Lisboa".

O suspeito, de 44 anos vai ser presente ao Tribunal de Coimbra para ficar a conhecer as medidas de coação. As crianças estão para já entregues à guarda da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens, até decisão do Tribunal de Menores.

O tribunal de Tenerife tinha emitido um mandado de busca e de detenção contra o homem, de nacionalidade albanesa, que raptou os dois filhos com 10 e 11 anos há sete meses. 

A 17 de janeiro, a mãe reportou o desaparecimento dos meninos às autoridades alemãs, onde a família vivia. Após meses de buscas na Alemanha, as autoridades começaram a suspeitar que o homem teria fugido para Tenerife com as crianças.

Após um tribunal de Tenerife ter convocado o homem para entregar os filhos à mãe, no prazo de dez dias, decisão anunciada a 21 de julho, o pai das crianças terá fugido com os menores para Portugal, acreditam as autoridades.

Jaquín Amells, presidente da Associação de Desaparecidos SOS, garante que o homem ameaçou matar os filhos caso a mãe destas denunciasse o sequestro.
Tenerife Lisboa Alemanha Portugal crime lei e justiça crime rapto polícia
Ver comentários