Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Dois mortos e dois feridos graves com disparos de armas em Montemor-o-Velho e em Vila Real

Atirador de Montemor entregou-se à GNR e PJ duas horas depois do crime.
Mário Freire, Sofia Esteves e Tiago Virgílio Pereira 15 de Maio de 2021 às 10:52
Alerta. Meãs do Campo viveu um final de dia agitado, com um homem a matar e a ferir e a barricar-se. a filha  da vítima mortal foi assistida.
Alerta. Meãs do Campo viveu um final de dia agitado, com um homem a matar e a ferir e a barricar-se. a filha  da vítima mortal foi assistida.
Homem assassinou a mulher a tiro e, em seguida, tentou o suicídio com um disparo na cabeça
Alerta. Meãs do Campo viveu um final de dia agitado, com um homem a matar e a ferir e a barricar-se. a filha  da vítima mortal foi assistida.
Alerta. Meãs do Campo viveu um final de dia agitado, com um homem a matar e a ferir e a barricar-se. a filha  da vítima mortal foi assistida.
Homem assassinou a mulher a tiro e, em seguida, tentou o suicídio com um disparo na cabeça
Alerta. Meãs do Campo viveu um final de dia agitado, com um homem a matar e a ferir e a barricar-se. a filha  da vítima mortal foi assistida.
Alerta. Meãs do Campo viveu um final de dia agitado, com um homem a matar e a ferir e a barricar-se. a filha  da vítima mortal foi assistida.
Homem assassinou a mulher a tiro e, em seguida, tentou o suicídio com um disparo na cabeça

Dois mortos, dois feridos graves, um homicida barricado e outro que depois de matar tenta o suicídio. É o resumo do final de tarde desta sexta-feira, nos concelhos de Montemor-o-Velho e Vila Real. Ainda durante a noite desta sexta-feira, GNR, PSP e PJ preservavam os locais e recolhiam provas para tentar perceber as motivações dos dois crimes brutais.

Em Meãs do Campo, Montemor-o-Velho, o alerta é dado pelas 18h30, via 112, para um homem, de 55 anos, que havia disparado sobre outros dois e que depois se barricou dentro de casa. À chegada, a GNR encontrou um homem com cerca de 70 anos, ex-taxista, morto dentro da sua viatura com um tiro no peito. O corpo foi removido para autópsia. Noutro ponto, outro homem, pouco mais velho, apresentava ferimentos graves num braço e foi transportado para os Hospitais da Universidade de Coimbra. Quanto ao atirador, vizinho da vítima mortal e que alegadamente sofre de problemas psíquicos, estava recolhido dentro de casa. Acabou por entregar-se voluntariamente pelas 20h30. "Os dois disparos terão sido feitos à queima-roupa e, ao que tudo indica, terá sido usada uma arma de calibre elevado, como uma caçadeira", resumiu o coronel Henrique Armindo, da GNR de Coimbra. As motivações para o crime podem estar relacionadas com desavenças antigas. As autoridades montaram um perímetro de segurança alargado e retiraram grande parte dos vizinhos das suas habitações, a fim de garantir a segurança de todos.

Matou com quatro tiros
Na rua Santo Condestável, em Vila Real, um homem de 75 anos matou a ex-mulher, também septuagenária, com quatro tiros e depois tentou suicidar-se com um disparo na cabeça. Acabou por ser transportado com vida, mas com ferimentos muito graves, pelos Bombeiros da Cruz Branca para o Hospital de Vila Real. Segundo contaram testemunhas no local, o casal tinha um histórico de violência doméstica e, nesta altura, estava separado. Porém, ambos residiam no mesmo prédio, em apartamentos distintos. Esta sexta-feira, por volta das 18h50, a PSP foi chamada ao edifício e tomou conta da ocorrência. Também aqui, por se tratar de um crime com arma de fogo, foi acionada a Polícia Judiciária.
Ver comentários