Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Euromilionária não assume culpa

Amélia Jesus destruiu um potente Maserati. Veja as fotos.
Fátima Vilaça e Mónica Ferreira 20 de Abril de 2016 às 02:02
Amélia Jesus, a euromilionária de Marco de Canaveses FOTO: DR

Surpreendida por uma carrinha, quando tentava ultrapassar um camião carregado com 24 toneladas de pedra, Amélia Jesus, conhecida como a euromilionária de Marco de Canaveses, bateu no pesado, despistou-se e derrubou um muro. Destruiu por completo a frente do luxuoso carro, que custa 200 mil euros, e, após o acidente, insultou o camionista.

A seguradora ainda não foi contactada pela euromilionária. A dona do camião que sofreu danos avultados, devido à manobra perigosa de Amélia, está preocupada com o desfecho do incidente.
"Já fui várias vezes à GNR para levantar o auto e dizem-me que não está concluído por faltarem as declarações da D. Amélia. Preciso de reparar o camião para trabalhar e confesso que estou a ficar preocupada com estas complicações", desabafou Manuela Teixeira, dona do camião envolvido no acidente.

A empresária está apreensiva quanto ao desfecho do caso. Teme que o acidente de segunda- -feira não seja resolvido de forma amigável. "A própria GNR avisou-me para a possibilidade de a senhora não assumir o acidente e isto seguir para tribunal", confidenciou Manuela Teixeira.

Na terça-feira, ao fim do dia, foi o próprio comandante da GNR de Alpendorada que se deslocou à casa de Amélia de Jesus, em Ariz, para recolher o depoimento da euromilionária sobre o acidente. 

Amélia Jesus foi ouvida pela GNR esta quarta-feira, no seguimento do aparatoso acidente que protagonizou em Ariz, ao volante de um Maserati Quatroporte.


A antiga empregada doméstica ausentou-se do local antes da chegada da GNR e, por isso, só agora prestou declarações para que as autoridades concluam o auto do acidente.


Donos do camião indignados
"Estou a ficar aflita, porque preciso do camião para trabalhar e o seguro não pode avançar com a reparação sem a GNR concluir o auto", disse ao CM, indignada, Manuela Teixeira, dona do camião envolvido no acidente em Ariz, Marco de Canaveses. Terça-feira, durante toda a tarde, o CM tentou falar com Amélia Jesus, na sua casa, em Ariz, e também via telefone, mas sempre sem sucesso.












O acidente aconteceu numa reta, em Ariz, ao fim do dia de segunda-feira. Amélia Jesus seguia ao volante do seu Maseratti, atrás do camião conduzido por José Cunha. Por vir carregado com 24 toneladas de pedra, o camião seguia a uma velocidade de 35 quilómetros/hora. "Já me tinha tentado ultrapassar várias vezes. Quando a vi ao meu lado, com outro carro de frente travei. Bateu-me na frente e só parou contra o muro", descreveu ao CM, ainda perturbado, o camionista. José Cunha ficou indignado com a atitude da milionária. "Saí para ver se precisava de ajuda e começou a insultar-me e a tentar culpar-me", disse.

Compra oito carros para a família 
Logo após ter ganho o Euromilhões, Amélia Jesus comprou oito carros: um BMW série 7 para si e três modelos de luxo para os irmãos. A antiga empregada doméstica ofereceu ainda carros aos dois filhos e às respetivas mulheres, sendo que estas foram premiadas com dois Fiat 500.

Compra fábrica para construir creche
Amélia Jesus comprou uma antiga fábrica de confeções para cumprir a promessa que havia feito: construir uma creche e um lar de idosos.
Ver comentários