Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Falsos clientes voltam e assaltam

Em segundos, jovem atacou expositor e levou mais de 2 mil euros em peças.
José António Pereira 11 de Janeiro de 2015 às 16:48
Funcionária foi surpreendida por um jovem, que levou várias peças e se pôs em fuga de imediato
Funcionária foi surpreendida por um jovem, que levou várias peças e se pôs em fuga de imediato FOTO: CMTV

Já tinham estado na loja, na véspera, perguntando pelo valor de um relógio. Ontem, pouco depois das 09h30, regressaram à ourivesaria Quinta, em Pardelhas, Murtosa. Pensando que o estabelecimento estava vazio, um dos elementos do trio de assaltantes atacou um expositor e retirou dois colares e várias medalhas, no valor de mais de dois mil euros. Fugiu a correr, já com os dois comparsas que ficaram à porta.

Ana Pereira era a única funcionária na loja. Encontrava-se no escritório e viu um jovem, com cerca de 20 anos, entrar. "Ele estava completamente descontraído a tirar coisas da montra, porque não percebeu que eu estava na ourivesaria. Quando lhe apareci, ficou surpreendido", relata Ana Pereira, a quem não foi feita qualquer ameaça. "Disse-lhe para pousar as joias, mas ele pegou nalgumas e fugiu", continua Ana Pereira, ainda abalada com o furto, que demorou "poucos segundos." Na fuga, o jovem ainda deixou cair algumas peças.

Já na sexta-feira dois dos assaltantes tinham estado no estabelecimento, à hora de fecho, fazendo-se passar por clientes. Perguntaram o preço de um relógio e disseram que voltariam com dinheiro. Mário Quinta, dono da loja, acredita que o assalto foi estudado.

A Polícia Judiciária foi chamada e investiga. 

Pardelhas Ana Pereira Mário Quinta Polícia Judiciária economia negócios e finanças minérios e metais
Ver comentários