Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Detido por matar ex mulher e ferir com gravidade enteada salta de carro da PJ em plena autoestrada

Crime foi praticado em Mem Martins mas as autoridades levaram o homem ao Alentejo, onde trabalhava, para realizar diligências.
Sérgio A. Vitorino e Correio da Manhã 6 de Outubro de 2022 às 12:00
PJ
PJ

Um homem, detido pela suspeita de ter esfaqueado a ex mulher e a enteada, projetou-se para fora da viatura policial em que era transportado, esta quarta-feira, quando esta seguia em andamento na A2, junto à saída para Palmela. 

Segundo comunicado da Polícia Judiciária (PJ), emitido esta quinta-feira, o homem foi intercetado na esquadra da PSP de Mem Martins e como estava a trabalhar no Alentejo a PJ levou-o ao local para realizar diligências. Já no regresso para Lisboa, "quando era transportado, projetou-se para o exterior, ação que lhe provocou diversos ferimentos que motivaram o seu internamento hospitalar."

O suspeito cometeu o crime na madrugada desta quarta-feira, quando a mulher, de 34 anos, e a filha, de 14, foram surpreendidas pelo agressor, que entrou dentro da habitação onde residiam, em Mem Martins (Sintra) e, na posse de uma faca, desferiu vários golpes contra a mulher, que não resistiu aos ferimentos e acabou por morrer.

A jovem, de 14 anos, que foi violentamente agredida pelo padrasto, continua internada, com ferimentos na cabeça, e corre risco de vida.

Os dois filhos em comum do casal, de 3 e 8 anos, também se encontravam dentro de casa e assistiram ao crime.

O agressor e a vítima mortal estavam separados há alguns meses e, segundo a nota da PJ, "a relação entre o casal era problemática e já tinha motivado queixas por violência doméstica contra ele".

Após o incidente, o homem pôs-se em fuga e foi detido pela PJ quando se encontrava a trabalhar no Alentejo.

O suspeito vai agora ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação.

PJ Autoestrada A2 Palmela Polícia Judiciária de Lisboa acidentes e desastres
Ver comentários