Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Filho de Sousa Cintra fica obrigado a tratamento após disparos e fogo em Portimão

Estava acusado, entre outros crimes, de homicídio agravado na forma tentada e incêndio.
José Carlos Eusébio 28 de Outubro de 2021 às 09:19
A carregar o vídeo ...
Imagens exclusivas mostram filho de Sousa Cintra armado na habitação onde se barricou
Miguel Cintra, filho do empresário e ex-presidente do Sporting Sousa Cintra, foi esta terça-feira considerado inimputável pelo Tribunal de Portimão, devido a uma doença do foro mental.

Os juízes decretaram como medida de segurança o internamento do homem de 52 anos, mas suspenderam a sua execução por 5 anos mediante a obrigação de tratamento médico. “É uma sentença que fez justiça”, considerou Rogério Alves, advogado do arguido.

Cintra estava acusado, entre outros crimes, de homicídio agravado na forma tentada e incêndio, após ter efetuado disparos de caçadeira e ateado fogo junto à casa de um vizinho, próximo da praia da Ingrina, Vila do Bispo.
Sousa Cintra Portimão Miguel Cintra Tribunal de Portimão questões sociais crime lei e justiça investigação
Ver comentários