Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

"Fui eu que matei o Luís": Rosa Grilo terá confessado crime a consultor forense

Viúva revelou, alegadamente, que a história dos angolanos terá sido inventada.
Correio da Manhã 3 de Maio de 2021 às 09:00
Rosa Grilo
Rosa Grilo FOTO: Vitor Mota
Uma chamada telefónica feita na cadeia de Tires por Rosa Grilo divulgada na Internet revela uma alegada confissão da viúva do triatleta. No telefonema, com cerca de três minutos, a viúva de Luís Miguel Grilo fala com João de Sousa, ex-inspetor da PJ.

"Fui eu que matei o Luís", terá dito Rosa a João de Sousa admitindo que a tese dos angolanos era falsa. O também antigo consultor forense no processo de Rosa, que divulgou esta chamada na Internet, foi já condenado e cumpriu pena de prisão por corrupção.

A confirmarem-se estas declarações, esta é a primeira vez que Rosa confessa o crime após negar desde o início qualquer responsabilidade no homicídio.

Tal como já tinha sido avançado na sexta-feira, num outro telefonema, a viúva garante que não foi fácil encontrar um novo advogado. Rosa foi abandonada por Tânia Reis assim que o Supremo Tribunal de Justiça confirmou a condenação à pena máxima. "Três advogados pediram escusa, mas agora já tenho um advogado oficioso", refere Rosa Grilo durante a chamada divulgada esta sexta-feira.

Na reta final da chamada, Rosa Grilo prometia continuar a falar ao telefone com João de Sousa. O ex-inspetor condenado revelava que iria continuar a divulgar estas conversas.
Rosa Grilo Luís Miguel Grilo Tires João de Sousa Internet crime lei e justiça justiça e direitos
Ver comentários