Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Funcionária desvia 76 mil euros de escola no Porto

Assistente técnica tirou do refeitório, papelaria e reprografia.
Ana Isabel Fonseca 9 de Agosto de 2021 às 08:47
Funcionária desvia 76 mil euros de escola no Porto
Funcionária desvia 76 mil euros de escola no Porto FOTO: istockphoto
O depoimento do instrutor do processo disciplinar foi fundamental para condenar a arguida, de 36 anos. A testemunha relatou em tribunal a forma como ao longo dos anos foram retiradas quantias de dinheiro da Escola Secundária Filipa de Vilhena, no Porto. O Tribunal de São João Novo não teve dúvidas de que os elevados montantes foram retirados por uma assistente técnica. Condenaram Vânia Anjos a três anos e meio de pena suspensa por peculato.

“Arguida e testemunhas confirmaram que esta era a única responsável por receber, conferir e depositar os montantes monetários que lhe foram entregues pelas assistentes operacionais, nunca confrontou, reportou ou suscitou qualquer divergência do dinheiro que lhe foi entregue nos anos de 2011 a março de 2015”, diz o acórdão.

Vânia Isabel desviou o dinheiro referente aos pagamentos por parte dos alunos no refeitório, papelaria e reprografia. No julgamento, a arguida negou ter responsabilidade nos factos e levantou suspeitas sobre terceiros. Admitiu que teve uma conduta negligente, mas alegou que “nunca desviou um cêntimo”. O coletivo de juízes considerou, no entanto, que a explicação apresentada pela antiga assistente técnica “não é plausível”.

A arguida foi ainda condenada a devolver os 76 mil euros que desviou ao Estado. “É inequívoco que a arguida atuou de forma ilícita e culposa e, por essa via, causou danos de natureza patrimonial ao demandante Estado, o qual deverá ser reparado”, lê-se no acórdão.



Ver comentários