Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

GNR detém homem que perseguia ex-companheira em Mora, no Alentejo

Foram apreendidos quatro telemóveis, uma arma de ar comprimido e uma arma branca.
Lusa 27 de Setembro de 2022 às 10:24
Violência doméstica
Violência doméstica FOTO: CMTV
Um homem, de 51 anos, foi detido pela GNR por violência doméstica contra a ex-companheira, de 54 anos, a qual "importunava" através de mensagens telefónicas, no concelho de Mora (Évora), revelou esta terça-feira a força de segurança.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a Guarda Nacional Republicana (GNR) explicou que o homem foi detido através do Posto Territorial de Mora, no passado dia 20.

"Na sequência de uma investigação por violência doméstica, os militares da guarda apuraram que o suspeito", que já era arguido num processo da mesma natureza, "importunava a vítima, através de mensagens telefónicas, provocando-lhe medo e inquietação", pode ler-se no comunicado.

A GNR deu cumprimento a um mandado de detenção e a outro de busca em residência, tendo apreendido quatro telemóveis, um cartão SIM, cinco cartões de memória, uma arma de ar comprimido e uma arma branca.

Após ser presente a primeiro interrogatório judicial, no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Évora, o arguido ficou proibido de contactar, por qualquer forma ou meio, com a vítima, e obrigado ao afastamento da mesma, não podendo aproximar-se num raio de 600 metros, com recurso a pulseira eletrónica.

Esta ação policial contou com o reforço do Núcleo de Investigação e de Apoio a Vítimas Específicas de Évora.

No comunicado, a GNR lembrou que "a violência doméstica é crime público e denunciar é uma responsabilidade coletiva".

Évora GNR Alentejo Mora crime lei e justiça polícia violência doméstica
Ver comentários