Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Grupo do ‘Pirata’ burla 15 homens através de encontros sexuais no Grande Porto

Mulher aliciava homens e dois cúmplices furtavam os carros.
Aureliana Gomes 17 de Março de 2021 às 09:07
‘Pirata’ deixou namorada baleada
‘Pirata’ deixou namorada baleada FOTO: Direitos Reservados

Marcavam encontros amorosos através das redes sociais para depois assaltarem as vítimas. Em muitos casos, furtavam-lhes os carros.

Pelo menos 15 homens dos concelhos do Porto, Gondomar e Santa Maria da Feira, foram atraídos por uma mulher, de 49 anos, para os encontros sexuais. Enquanto isso, dois cúmplices - de 37 e 58 anos - assaltavam os carros. Acabaram detidos, segunda-feira, pela PSP do Porto.

Os três suspeitos estão ligados ao "grupo tástolo", liderado pelo homem conhecido pela alcunha de ‘Pirata’, que, em setembro de 2020, deixou a namorada com ferimentos de bala à porta do Hospital de S. João da Madeira, onde acabou morrer. Foi atingida pela polícia quando se encontrava com o namorado a assaltar carros.

‘Pirata’ foi detido, um mês depois, junto a uma capela em Braga. Está na prisão.

Na segunda-feira, a Divisão de Investigação Criminal da PSP apanhou os dois homens residentes em Gondomar, e a mulher, a morar no Porto, no âmbito de uma investigação que "visou um conjunto de indivíduos que de forma organizada se dedicavam à prática reiterada de furtos de veículos e furtos no seu interior".

Na ação, foram realizadas, para além dos mandados de detenção, seis buscas domiciliárias e uma não domiciliária, onde foram apreendidas uma arma de fogo e 50 munições, uma arma de alarme, sete telemóveis, duas notas de 20 euros e duas de dez, falsas.

Os suspeitos foram presente esta terça-feira a tribunal para aplicação das medidas de coação.

Pirata Porto Divisão de Investigação Criminal da PSP Gondomar crime lei e justiça crime polícia assalto
Ver comentários