Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Grupo terrorista galego pretendia independêndia da Galiza e uma parte do norte de Portugal

Ministério Público pediu 51 anos de prisão para os cabecilhas e 12 anos para outros dois alegados membros. Grupo tinha base logística em Coimbra.
Correio da Manhã 23 de Janeiro de 2022 às 15:21
PJ descobre esconderijo de grupo terrorista Resistência Galega em Coimbra e apreende material explosivo
PJ descobre esconderijo de grupo terrorista Resistência Galega em Coimbra e apreende material explosivo FOTO: Twitter

Os dois cabecilhas do grupo terrorista Resistência Galega, que tinha base logística instalada numa garagem de Coimbra onde foram encontrados inúmeros utensílios utilizados na fabricação de engenhos e artefactos explosivos, podem enfrentar até 51 anos de prisão.

O Ministério Público espanhol pediu ainda 12 anos de prisão para outros dois suspeitos de pertencerem a esta rede, liderada por Antón García Matos e Asunción Losada Camba.

Os cabecilhas do grupo terrorista tinham como objetivo conseguir a independência da Galiza de Espanha e de uma parte do Norte de Portugal, "com recurso à violência contra pessoas e bens como o único meio de atingir os seus objetivos".

Estão acusados dos crimes de integração em organização terrorista como dirigentes, fabricação, tráfico e fornecimento de artefactos explosivos, documentos falsos e porte ilegal de arma. O julgamento começa esta segunda-feira.

Ver comentários