Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Homem e mulher acusados de tráfico humano em Grândola. Obrigavam família a trabalhar em empreendimento turístico

Respondem ainda por crimes de auxílio à imigração ilegal e angariação de mão-de-obra ilegal.
Correio da Manhã 13 de Maio de 2021 às 13:00
Justiça
Justiça FOTO: Getty Images

Um homem e uma mulher, de 77 e 57 anos, respetivamente, e de nacionalidade estrangeira, foram esta quinta-feira formalmente acusados pelo Ministério Público (Comarca da Grândola),  por crimes de tráfico de pessoas, auxílio à imigração ilegal e angariação de mão-de-obra ilegal. Em causa está a investigação ‘Escape’, do Serviço de estrangeiros e Fronteiras (SEF), que identificou em 2019 uma família de três pessoas a trabalhar num empreendimento turístico do arguido, em Grândola, sem respeitar a lei.

As vítimas (um casal, de 40 e 46 anos, e o filho de 21 anos), estrangeiras, foram angariadas no seu país de origem, para trabalharem para os arguidos na manutenção do empreendimento turístico. Segundo descreve o SEF, "acabaram por ficar na total dependência dos arguidos, sujeitos a exigências crescentes, com a imposição de horários de trabalho excessivos, sem direito a folgas e sem o pagamento das condições salariais acordadas".

Os acusados recrutaram também outros trabalhadores estrangeiros, em situação irregular em Portugal, para se aproveitarem da sua situação "precária e vulnerável".

Um dos arguidos está, desde outubro de 2020, em prisão preventiva, atualmente transformada em obrigação de permanência na habitação.

As vítimas, segundo o SEF, já regressaram ao país de origem.

Ver comentários