Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Homem persegue e rouba 12 mulheres à saída do metro

Cadastrado de 36 anos perseguia vítimas para as assaltar, em Lisboa.
Miguel Curado 31 de Agosto de 2019 às 10:42
Metro de Lisboa
Metro Lisboa
PSP
Metro de Lisboa
Metro Lisboa
PSP
Metro de Lisboa
Metro Lisboa
PSP
Um homem de 36 anos foi preso pela PSP de Lisboa, pela prática de, pelo menos, 12 roubos com violência a mulheres que eram atacadas à saída das estações do metropolitano. Uma das vítimas ficou mesmo com um braço partido.

O homem, que estava em liberdade há apenas sete meses – onde cumpriu pena por crimes semelhantes –, regressou aos assaltos violentos.

O ladrão estudava as vítimas, todas mulheres, algumas das quais de idade avançada, perseguindo-as desde que saíam das estações do metropolitano até à entrada das respetivas residências. O ataque ocorria nestes locais, com as vítimas a serem alvo de "violentos esticões". O ladrão aproveitava para roubar tudo quanto pudesse, especialmente artigos em ouro.

Em comunicado divulgado ontem, a PSP refere mesmo a existência de vítimas que tiveram os brincos arrancados das orelhas, sofrendo ferimentos que as obrigaram a hospitalização.

Há igualmente casos de espancamentos, com uma mulher a sofrer a fratura de um braço. A sucessão de queixas levou a Divisão de Segurança a Transportes Públicos da Polícia de Lisboa a investigar. O suspeito foi identificado e na quarta-feira passada foi apanhado.

De acordo com a investigação, o suspeito terá lucrado cerca de oito mil euros com os assaltos.
Para já, o homem está ligado a 12 roubos, mas a polícia não descarta a possibilidade de que esteja ligado a mais. Presente a tribunal, o cadastrado de 36 anos vai aguardar julgamento em prisão preventiva.
PSP Lisboa crime lei e justiça polícia crime roubo
Ver comentários