Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Homicida de Bruno Candé diz ter disparado quando viu "o riso dele em tom de gozo"

Ator foi baleado quatro vezes, ao primeiro tiro "tombou". Evaristo Marinho de 77 anos assume que perdeu a cabeça.
Correio da Manhã 13 de Maio de 2021 às 18:30
Bruno Candé tinha 39 anos
Bruno Candé tinha 39 anos
"Quando vi o riso dele em tom de gozo perdi a cabeça". Foi assim que Evaristo Marinho de 77 anos explicou as quatro balas que disparou em direção ao ator Bruno Candé, que viria a morrer no meio da rua a 25 de julho de 2020.

O julgamento começou esta quinta-feira no Tribunal de Instrução Criminal de Loures e o homicida confessou, sem problemas, o crime que realizou à luz do dia, revela o Público.

Ao primeiro tiro, o ator "tombou" e os restantes tiros foram disparados depois. Evaristo assume não saber responder relativamente ao objetivo do ataque. "Apenas tenho a lamentar tudo o que se passou", disse Evaristo Marinho.
Bruno Candé Evaristo Marinho crime homicídio
Ver comentários