Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Homicida tenta escapar à PSP em Oeiras com droga nos genitais

Max Feliciano cumpriu pena em Londres por morte com metralhadora.
Sérgio A. Vitorino 8 de Maio de 2021 às 09:26
PSP
PSP FOTO: Sérgio Lemos
Max Feliciano, de 36 anos, foi condenado em 2012 a uma pena de 14 anos pela participação no assassinato, a tiros de metralhadora, de um homem, em Londres. Saiu recentemente da cadeia, em Inglaterra, e regressou a Portugal - onde voltou ao tráfico de droga. Foi agora detido pela PSP de Oeiras após ter tentado escapar-se escondendo, junto aos genitais, 321 doses de heroína, cocaína, liamba, haxixe e LSD.

Está de regresso à cadeia - em preventiva. O crime de Londres, na véspera do Natal de 2010, terá sido justificado pelo roubo de crack (cocaína em cristais) no valor de 60 €. Um comparsa de Max Feliciano levou para um encontro uma pistola metralhadora MAC-10 (que chegou a estar banida nos Estados Unidos por ser a preferida dos traficantes) e varreu a vítima com vários tiros. Apanhou prisão perpétua, tendo de cumprir um mínimo de 34 anos.

Max teve uma pena menor. Agora, já em Oeiras, deparou-se com a PSP num estabelecimento comercial e teve uma "atitude evasiva". Por ser conhecido (condenações também em Portugal por tráfico e posse de arma de fogo), foi abordado e revistado.
Ver comentários