Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Idanha-a-Nova disponibiliza apoio psicológico à família de menino desaparecido

Câmara tem no terreno meios humanos e técnicos para ajudar nas buscas ao menino que está desaparecido em Proença-a-Velha.
Lusa 17 de Junho de 2021 às 12:33
Noah
Noah desapareceu com a cadela, Melina
Encontradas pegadas de criança a 300 metros do local onde estava a camisola que mãe diz ser de Noah
Cadela Noah
Noah
Noah desapareceu com a cadela, Melina
Encontradas pegadas de criança a 300 metros do local onde estava a camisola que mãe diz ser de Noah
Cadela Noah
Noah
Noah desapareceu com a cadela, Melina
Encontradas pegadas de criança a 300 metros do local onde estava a camisola que mãe diz ser de Noah
Cadela Noah
A Câmara de Idanha-a-Nova tem no terreno meios humanos e técnicos para ajudar nas buscas ao menino que está desaparecido em Proença-a-Velha e já disponibilizou apoio psicológico à família, disse à agência Lusa o presidente do município.

"Enquanto responsáveis da proteção civil, estamos desde a primeira hora no terreno para coordenar com as restantes autoridades tudo o que é preciso para estas buscas. Naturalmente, também estamos a acompanhar a família, colocando à disposição os serviços de apoio psicológico da autarquia", apontou Armindo Jacinto.

O menino de dois anos está desaparecido desde a manhã de quarta-feira e, apesar de as autoridades terem montado uma operação de buscas, cujos meios têm sido reforçados, até às 11:00, os esforços têm-se revelado infrutíferos.

Frisando a "enorme preocupação" e o desejo de encontrar a criança bem e de saúde, o autarca reiterou tudo será feito para ajudar quem está a viver este momento "tão difícil".

Com uma operação no terreno que já envolve cerca de 100 pessoas - entre autoridade, elementos de proteção civil e populares que se associaram às buscas - o município também está assegurar as questões relacionadas com a logística e tem no terreno meios técnicos e humanos para apoiar as operações.

"Estamos a desenvolver todos os esforços para que a criança possa ser encontrada o mais depressa possível e, da nossa parte, damos todos os meios que temos para ajudar nessa busca, garantindo que os envolvidos possam ter as melhores condições possíveis para avançar no terreno", disse.

Entre essas componentes estão as refeições, a questão da iluminação noturna ou viaturas.

As autoridades têm no terreno equipas cinotécnicas, drones e equipas de mergulhadores que estão a verificar os pontos de água.

Além disso, as operações contam com um "esforço adicional" numa zona onde já foram detetadas pegadas, tal como apontou, cerca das 10:00, o oficial de comunicação e relações públicas do Comando Territorial da GNR de Castelo Branco, Jorge Massano.

O oficial da GNR detalhou ainda que "pelo tamanho", as pegadas parecem ser de uma criança e que foram detetadas durante a noite.

Nesse setor tinham já sido encontradas, ao final da tarde de quarta-feira, a cadela que estaria com o menino, bem como uma peça de roupa que ainda não se sabe a quem pertence.

Além dos militares da GNR, a Polícia Judiciária também está no local.

Ver comentários