Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Idosa com 89 anos na cadeia por burla milionária

Burlona conseguiu vender um prédio por 300 mil euros.
22 de Novembro de 2016 às 08:29
Carro, Polícia, PSP
Carro, Polícia, PSP FOTO: Filipe Farinha
A burlona de 89 anos apresentava-se com motorista e nas mãos tinha documentos que provavam ser gerente de uma empresa. E foram esses mesmos documentos – falsos – que permitiram à idosa vender um prédio em pleno centro de Lisboa por 300 mil euros.

As certidões eram de tal forma bem elaboradas que na escritura não foi detetada qualquer irregularidade. O lesado entregou o dinheiro para a compra do prédio e o verdadeiro proprietário nem se apercebeu. A idosa e mais três pessoas acabaram detidas pela Divisão de Investigação Criminal da PSP de Lisboa – o grupo atuava desde abril deste ano.

Presente ao juiz de instrução criminal a idosa ficou sujeita à medida de coação mais gravosa – prisão preventiva. Uma mulher ficou com Termo de Identidade e Residência e outras duas pessoas sujeitas a apresentações periódicas às autoridades. APSP refere, ainda, que durante a investigação deteve um homem evadido da prisão. Os agentes apreenderam diversos documentos e localizaram uma conta bancária em nome da idosa, com um saldo superior a 180 mil euros. A investigação durava desde abril.
Lisboa Residência Termo de Identidade Divisão de Investigação Criminal da PSP de Lisboa polícia
Ver comentários