Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9
Ao minuto Atualizado às 11:36 | 21/01

Processo de João Rendeiro que chegou de Portugal estava mal selado

Ex-banqueiro apareceu no tribunal com sintomas de doença.
Débora Carvalho 21 de Janeiro de 2022 às 06:58
A carregar o vídeo ...
Sessão adiada para 27 de janeiro. João Rendeiro continua em prisão preventiva
O antigo presidente do Banco Privado Português (BPP) João Rendeiro regressou esta sexta-feira ao tribunal de Verulam para o início do julgamento do processo de extradição para Portugal, após alguns dias marcados por problemas de saúde.

O ex-banqueiro teve febre e foi visto na quarta-feira por uma enfermeira na prisão de Westville, em Durban, África do Sul, segundo a advogada June Marks, que criticou a ausência de uma assistência médica mais abrangente por parte das autoridades locais, face à existência de um problema de coração.

Advogada diz que vai avançar com uma denúncia às Nações Unidas sobre as condições de higiene e segurança da prisão de Westville.

Detido em 11 de dezembro na cidade de Durban, após quase três meses fugido à justiça portuguesa, João Rendeiro foi presente ao juiz Rajesh Parshotam, do tribunal de Verulam, que lhe decretou no dia 17 de dezembro a medida de coação mais gravosa, colocando-o em prisão preventiva no estabelecimento prisional de Westville. O ex-banqueiro foi condenado em três processos distintos relacionados com o colapso do BPP.

Ao minuto Atualizado a 21 de jan de 2022 | 11:36
09:56 | 21/01

Processo de extradição de Rendeiro estava mal selado

Os documentos que continham o processo de extradição de João Rendeiro que chegou de Portugal à Africa do Sul estava mal selado. 

Os documentos vão regressar a Portugal e as autoridades portuguesas têm de voltar a enviar o processo, disse o juiz. 

O selo partido foi motivo de preocupação e esteve na origem do adiamento da sessão.
09:14 | 21/01

Sessão adiada

A discussão do processo de extradição de João Rendeiro ficou marcada para dia 27 de janeiro, próxima quinta-feira, anunciou esta sexta-feira o magistrado Johan Van Rooyen.

Na sessão de hoje, o juiz recebeu os documentos enviados de Portugal.

O ex-presidente do Banco Privado Português (BPP) vai continuar em prisão preventiva.

09:00 | 21/01

João Rendeiro entra no tribunal de Verulam

João Rendeiro entrou na sala do tribunal com ar debilitado e a tossir. Recorde-se que o ex-banqueiro teve febre e foi visto na quarta-feira por uma enfermeira na prisão de Westville.

Questionado pelos jornalistas sobre o seu estado de saúde, João Rendeiro respondeu: "Estou um bocadinho melhor". 

João Rendeiro não foi testado à Covid-19 apesar de ter sido transferido para a enfermaria da prisão de Westville esta quarta-feira. 
Ver comentários