Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3
Ao minuto Atualizado às 16:47 | 27/01

João Rendeiro volta a tribunal em maio para nova sessão sobre processo de extradição

Autoridades portuguesas têm de rever os documentos do processo de extradição e reenviar as provas.
Débora Carvalho 27 de Janeiro de 2022 às 07:06
João Rendeiro chega ao tribunal de Verulam
João Rendeiro chega ao tribunal de Verulam
João Rendeiro chega ao tribunal de Verulam
O magistrado Johan Van Rooyen, que preside ao processo do ex-banqueiro João Rendeiro, agendou esta quinta-feira para 20 de maio uma sessão entre as partes para preparar o julgamento da extradição, que tem como datas indicativas de 13 a 30 de junho. O magistrado referiu que são datas "acordadas entre as partes".

Os documentos do processo de extradição de Rendeiro vão ser enviados, mais uma vez, para Portugal. As autoridades têm de rever os documentos e reenviar novas provas. 

A defesa de Rendeiro avançou ao CM que o julgamento de João Rendeiro vai ocorrer em junho e que a medida de coação de prisão preventiva, a que o ex-banqueiro está sujeito, vai ser reavaliada em fevereiro. 

Detido em 11 de dezembro na cidade de Durban, após quase três meses fugido à justiça portuguesa, João Rendeiro foi, então, presente ao juiz Rajesh Parshotam, do tribunal de Verulam, que lhe decretou no dia 17 de dezembro a medida de coação mais gravosa, colocando-o em prisão preventiva no estabelecimento prisional de Westville.

O ex-banqueiro foi condenado em três processos distintos relacionados com o colapso do BPP, tendo o tribunal dado como provado que retirou do banco 13,61 milhões de euros. Das três condenações, apenas uma já transitou em julgado e não admite mais recursos, com João Rendeiro a ter de cumprir uma pena de prisão efetiva de cinco anos e oito meses.

Ao minuto Atualizado a 27 de jan de 2022 | 16:47
12:17 | 27/01

Audiência do processo de extradição de João Rendeiro começa com cinco horas de atraso

A audiência do processo de extradição de João Rendeiro começou com cinco horas de atraso. 

O procurador começou por dizer que os selos do processo enviado por Portugal para África do Sul chegaram ao país intactos e só ficou danificado já em terreno africano. "O selo português danificou-se e foi removido da primeira página", disse.

Na sequência desta situação a defesa e a acusação chegaram a acordo para Portugal rever os documentos do processo de extradição de João Rendeiro. 

As autoridades portuguesas ficam, desta forma, obrigadas a reenviar as provas submetidas a nova análise.

Audiência ficou adiada, mais uma vez. 
09:27 | 27/01

Julgamento de João Rendeiro marcado para junho

A advogada de defesa de João Rendeiro, June Marks, confirmou ao Correio da Manhã que o julgamento do ex-banqueiro vai decorrer durante o mês de junho e irá durar várias semanas.

As datas previstas são entre 13 e 30 de junho.  

June Marks adiantou ainda que o processo de extradição de João Rendeiro que foi mal selado de Portugal para a África do Sul vai ser devolvido.

A medida de coação de prisão preventiva, a que João Rendeiro está sujeito, vai ser reavaliada em fevereiro. A defesa de João Rendeiro vai pedir caução. O recurso da defesa só deverá ser decidido daqui a três semanas, disse ao CM June Marks. O recurso será decido pelo tribunal superior de Durban. Se o recurso for aceite pelo tribunal, João Rendiero pode sair em liberdade.

A advogada garantiu ainda ao CM que a audiência antes do julgamento vai decorrer a 20 de maio e que não vai chamar a mulher do ex-banqueiro par testemunhar.
07:57 | 27/01

Advogada de João Rendeiro sai do tribunal antes do início da sessão

A advogada de João Rendeiro, June Marks, saiu do tribunal principal de Verulam, de forma repentina, ainda antes do início da audiência marcada para esta quinta-feira. 

June Marks dirigiu-se para um outro tribunal afirmando que explicava "mais tarde o que motivou a sua saída do tribunal". 

"Explico mais tarde", disse a advogada bastante irritada no momento em que abandona o tribunal. 

A audiência está uma hora atrasada.
A carregar o vídeo ...
Ver comentários