Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Mãe que vendeu quatro filhos bebés vai para a prisão

Daniella Neto nao recorreu da decisão do Tribunal de S. João Novo, no Porto, e tem agora de cumprir a pena de 9 anos.
Nelson Rodrigues 21 de Agosto de 2020 às 01:30
A carregar o vídeo ...
Daniella Neto nao recorreu da decisão do Tribunal de S. João Novo, no Porto, e tem agora de cumprir a pena de 9 anos.
Daniella Neto vendeu quatro filhos bebés, entre 2011 e 2017, por 105 mil euros. Foi condenada, no mês passado, a 9 anos de cadeia por tráfico de pessoas e falsificação de documentos e poderia ter recorrido da decisão do Tribunal de S. João Novo, no Porto. Como não o fez, no prazo de 30 dias, vai ter de cumprir a pena. Os mandados de condução ao estabelecimento prisional vão agora ser emitidos e terão depois de ser cumpridos pela polícia no prazo de 24 horas.

A arguida condenada, cozinheira, de 41 anos, está em prisão domiciliária desde que foi detida pela Polícia Judiciária. Nos próximos dias, rumará à cadeia. O CM tentou contactar Nuno Marques, advogado de Daniella, mas o mesmo não atendeu o telefone.

Já o amante da arguida, que concebeu com a mulher os bebés já com o intuito de serem vendidos, tinha sido sentenciado a cinco anos e oito meses de prisão, mas recorreu da decisão para o Tribunal da Relação do Porto.

Jaime Moreira, que está em liberdade, admite no recurso vir a ser condenado, porém, só apenas por dois dos quatro crimes de tráfico de pessoas.

Os dois arguidos venderam os quatro filhos a emigrantes na Suíça e em França. Sempre que dava à luz, Daniella registava um dos compradores como pai do bebé. Abdicava depois da custódia das crianças. Três dos menores foram entregues a dois casais homossexuais. A última menina foi entregue a um casal que esperava há mais de dez anos para adotar. Os anúncios eram colocados na internet.
Ver comentários