Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Menina de sete anos ferida no recreio em escola de Almada diz que foi vítima de agressão

Criança e outro colega contaram à mãe que, após ser empurrada, foi usada "como uma espécie de prancha".
Sofia Garcia 14 de Junho de 2021 às 09:13
A carregar o vídeo ...
Menina de sete anos ferida no recreio em escola de Almada diz que foi vítima de agressão
Tonta, ferida e a ser assistida por colegas no recreio. Foi assim que Cátia Sequeira encontrou a filha de 7 anos, segunda-feira, na Escola Maria Adelaide Silva, Monte da Caparica. O relatório médico do hospital refere agressão como causa dos hematomas. A escola recusa e fala em queda acidental.

“A minha filha e um colega dizem que foi empurrada de surpresa por outro aluno e, já no chão, usada como uma espécie de prancha”, explica Cátia. “Há falta de vigilância e de interesse nas crianças”, acusa. “A diretora que nos recebeu ignorou o episódio e aconselhou-nos a não apresentar queixa”, diz a mãe.

O CM contactou a direção, que alegou estar em reunião e não poder atender. A mãe apresentou queixa à GNR. A menina não quer voltar à escola.

Almada Cátia Sequeira Escola Maria Adelaide Silva Monte da Caparica questões sociais crime lei e justiça
Ver comentários