Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Ministério Público pede condenação de apenas um dos acusados da morte de Giovani e descarta homicídio

Jovem cabo-verdiano de 21 anos morreu com um traumatismo craniano.
Lusa 27 de Maio de 2022 às 16:56
Luís Giovani
Luís Giovani
O procurador do Ministério Público pediu esta sexta-feira a condenação a uma pena "nunca inferior a seis anos" de um dos sete acusados da morte de Luís Giovani, descartando o crime de homicídio e pedindo a absolvição dos restantes arguidos.

Nas alegações finais, o magistrado que representa a acusação criticou o despacho de pronúncia que levou estes sete jovens de Bragança ao banco dos réus, mostrando-se convicto de que "apenas um matou Giovani" e não foi com intenção homicida.

"Não é homicídio", vincou o procurador, que defendeu que o traumatismo craniano de que morreu o jovem cabo-verdiano, de 21 anos, resultou de "uma pancada seca" com um pau desferido pelo arguido conhecido como Fará.

Luís Giovani crime lei e justiça questões sociais morte
Ver comentários
}