Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

MP pondera envio de Magistrados para a África do Sul para ajudar na extradição de Rendeiro

CM apurou que, na cadeia de Westville, onde está preso há mais um mês, Rendeiro come “pão, papas de aveia e bebe chá”.
Débora Carvalho 14 de Janeiro de 2022 às 08:04
A carregar o vídeo ...
MP pondera envio de Magistrados para a África do Sul para ajudar na extradição de Rendeiro
A Procuradoria-Geral da República (PGR) está a ponderar formar uma delegação de magistrados do Ministério Público (MP) para se deslocarem até à África do Sul. O objetivo, informa a PGR, é “prestar todo o auxílio necessário e requerido pelas autoridades sul-africanas no contexto do processo de extradição” de João Rendeiro. Ou seja, no dia 21, o regresso do gestor ao tribunal já deve contar com a presença desta comitiva do MP.

O CM apurou que, na cadeia de Westville, onde está preso há mais um mês, Rendeiro come “pão, papas de aveia e bebe chá”. Em certos dias consegue comer “um pequeno pedaço de carne”, revelou uma fonte ligada à prisão de alta segurança de Durban. O ex-presidente do BPP tem como rotina, depois do pequeno-almoço, passar algum tempo no pátio, onde pode fazer uma caminhada. Pode ainda ler na biblioteca da prisão e ouvir rádio. A seguir ao banho, João Rendeiro é obrigado a lavar a roupa que usa na cela.

As condições desta prisão são precárias: não há ventilação adequada, as camaratas são partilhadas por dezenas de reclusos e as instalações sanitárias são más. Rendeiro já pediu para ser transferido, mas o tribunal negou. Está detido numa ala com 4500 detidos. O português pediu também para não receber visitas e, por isso, não terá acesso a comida ou produtos de higiene do exterior.

Ver comentários