Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Mulher cai ao limpar janelas e é encontrada morta na rua em Guimarães

Maria das Dores, de 71 anos, caiu de um segundo andar.
Liliana Rodrigues 16 de Junho de 2021 às 09:00
Mulher cai de 2º andar em Guimarães
Mulher cai de 2º andar em Guimarães FOTO: Rodrigo Andrade/cmtv
Maria das Dores da Costa Ferreira foi encontrada sem vida, esta terça-feira de manhã, prostrada no passeio da avenida Dom Afonso Henriques, no centro da cidade de Guimarães. A cabeleireira, de 71 anos, ter-se-á desequilibrado quando se preparava para limpar as persianas do apartamento onde vivia, no segundo andar do edifício. Na varanda estava uma cadeira de plástico à qual a mulher - conhecida pela alcunha de ‘Quinhas’ - terá subido para realizar com mais facilidade a tarefa doméstica.

O alerta foi dado por um popular, pelas 07h30, que ia a caminhar no passeio quando se deparou com a vítima já inanimada. Os meios de socorro foram logo acionados, mas à chegada ao local a vítima já estava cadáver e o óbito foi confirmado. Uma patrulha da PSP foi ao local e está a investigar os contornos do acidente, não havendo certeza da hora a que a mulher caiu.

Maria das Dores vivia com o marido, que estava em casa quando o acidente aconteceu, mas não se terá apercebido da queda. “Fiquei chocada quando soube que a ‘Quinhas’ tinha morrido e desta forma. Nem queria acreditar, não merecia. Era uma pessoa muito querida por todos na cidade e muito conhecida, com muitos clientes que vinham ao salão dela há várias décadas”, lamentou ao CM Maria Silva, uma moradora da cidade que fez questão de passar no local do acidente. “Tive de vir ver, ainda me custa acreditar”, rematou abalada.

PORMENORES
PJ não foi chamada
A patrulha da PSP que esteve no local não teve dúvidas de que se tratou de um acidente, tendo em conta que não pediu a colaboração da Polícia Judiciária de Braga. A investigação está a cargo da PSP, que vai apurar as circunstâncias da morte de Maria das Dores Ferreira.

Funeral por marcar
A autópsia ao corpo da vítima deverá realizar-se ainda esta terça-feira, no Gabinete Médico Legal de Guimarães. Só depois a família poderá realizar as cerimónias fúnebres.

Meios no local
O popular que encontrou a vítima no passeio pediu socorro pelo telemóvel. Foram ao local os Bombeiros Voluntários de Guimarães e a VMER do hospital de Guimarães, mas nada havia a fazer para salvar a mulher.
Ver comentários