Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Mulher geria casa de prostituição em Lisboa. PSP identificou mais de uma dezena de colaboradoras

Autoridades fizeram busca e apreenderam 9.800 euros suspeitos de serem provenientes do comércio sexual que era desenvolvido naquela casa.
Lusa 15 de Abril de 2021 às 15:40
Saltos altos
Saltos altos FOTO: Getty Images

A Polícia judiciária levou a cabo esta terça-feira, na zona de Lisboa, uma busca domiciliária numa residência onde era praticado o lenocínio.

As autoridades vinham a investigar há quase seis meses uma mulher de 48 anos que geria o negócio, que foi constituída arguida e sujeita à medida de termo de identidade e residência.

Durante a busca, as autoridades apreenderam 9.800 euros suspeitos de serem provenientes do comércio sexual que era desenvolvido naquela casa.

Foram ainda apreendidos vários telemóveis e um computador usado para a promoção da atividade, além de "inúmeros rascunhos e anotações relacionadas com as marcações diárias" e vários artigos e objetos relacionados com a prática ali desenvolvida.

Na sequência da ação, a PSP identificou mais de uma dezena de colaboradoras que utilizavam os quartos da habitação, em conluio com a matriarca, para ali receberem os clientes, às quais era cobrada uma comissão por cada serviço prestado.

 

Lisboa PSP Polícia crime lei e justiça
Ver comentários