Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Mulher perseguida, agredida e ameaçada de morte pelo namorado em Gaia

Suspeito demonstrou sempre ciúmes obsessivos e desejos de controlo sobre a vítima, que tentou terminar o namoro por várias vezes.
Manuel Jorge Bento 17 de Fevereiro de 2021 às 10:27
Violência doméstica
Violência doméstica

Um homem de 34 anos foi detido pela GNR por violência doméstica, em Vila Nova de Gaia, e ficou com pulseira eletrónica. Agrediu, insultou, perseguiu e ameaçou de morte a companheira, da mesma idade, com a qual manteve uma relação durante 12 anos.

Em comunicado, a GNR adianta que desde o início da relação, o suspeito demonstrou sempre ciúmes obsessivos e desejos de controlo sobre a vítima, que tentou terminar o namoro por várias vezes. "Com o escalar dos episódios violentos, a vítima receava pela sua integridade física, moral e psicológica, sentindo-se reiteradamente perseguida pelo agressor ao receber mensagens dele, para saber onde e com quem se encontrava", indica a Guarda Nacional Republicana em comunicado.

O Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas do Porto da GNR deteve, na segunda-feira, o suspeito, habitual consumidor de produtos estupefacientes. Ouvido ontem em primeiro interrogatório judicial, saiu do Tribunal de Instrução Criminal do Porto proibido de contactar a vítima por qualquer forma ou meio, impedido de comprar ou ter armas de qualquer natureza, proibido de se aproximar dos locais habitualmente frequentados pela vítima e obrigado a manter-se afastado da casa dela. Terá de se manter a mais de 500 metros da vítima e vai ser vigiado por uma pulseira eletrónica.

Vila Nova de Gaia GNR questões sociais crime lei e justiça morte polícia crime violência doméstica namoro
Ver comentários