Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

"O que quer que houvesse foi responsabilidade minha": João Rendeiro fala pela primeira vez desde a fuga

Antigo presidente do BPP revelou que a mulher ainda é a fiel depositária das obras devido a um "erro de advogado".
Correio da Manhã 11 de Novembro de 2021 às 21:25
A carregar o vídeo ...
"O que quer que houvesse foi responsabilidade minha": João Rendeiro fala pela primeira vez desde a fuga

João Rendeiro, que está em fuga há dois meses, falou pela primeira vez para revelar que os quadros da coleção de arte que tinha em casa e que foram vendidos e trocados por falsificações eram "responsabilidade" sua, acrescentando que Maria de Jesus Rendeiro teria ficado apenas como "fiel depositária".

O antigo presidente do BPP revelou ao Sapo 24 que a mulher ainda é a fiel depositária das obras devido a um "erro de advogado".

Em declarações ao site de notícias, Rendeiro confessou que "um advogado foi instruído para passar a guarda dos bens para meu nome" e que Maria de Jesus teria ficado apenas como "fiel depositária" quando enquanto o ex-banqueiro estava no estrangeiro.

"O que quer que houvesse foi responsabilidade minha", admite sobre as obras de arte arrestadas, numa tentativa de ilibar a mulher.

Recorde-se que a mulher de João Rendeiro foi detida na passada quarta-feira e encontra-se actualmente em prisão domiciliária devido ao perigo de fuga e de perturbação da investigação. 

Apesar de Maria de Jesus Rendeiro ter revelado em tribunal que o marido estaria na África do Sul, o paradeiro de João Rendeiro continua desconhecido.

Ver comentários