Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Oftalmologia atrasada

O maior número de doentes que aguardavam por uma primeira consulta da especialidade num hospital público, em finais de Março de 2006, procuravam um oftalmologista (97 847 pacientes), segundo dados do último inquérito da Inspecção-Geral das Actividades em Saúde. No ranking das especialidades clínicas com maior procura seguem-se, por ordem decrescente, otorrino, dermatologia, ortopedia e urologia. O Ministério da Saúde e médicos especialistas desvalorizam o problema, remetendo a análise dos números para o total das consultas efectuadas.
3 de Novembro de 2007 às 00:00
Dezenas de milhar de doentes aguardam meses por uma consulta
Dezenas de milhar de doentes aguardam meses por uma consulta FOTO: Tiago Sousa Dias
Segundo o levantamento da Inspecção-Geral do Ministério da Saúde encontravam-se à espera numa lista de inscritos, a 30 de Março de 2006, um total de 382 866 doentes nas várias valências.
Fonte do gabinete do Ministério da Saúde justificou ao CM estes números com o problema da falta de médicos especialistas e com a possibilidade desses números não estarem trabalhados. “Esse foi um levantamento feito para saber quantos doentes se encontravam em lista de inscritos e não determina se há duplicação de pedidos de consulta em mais do que um hospital ou se o doente entretanto resolveu o problema no sector privado.”
Segundo a mesma fonte, para avaliar a dimensão do problema dos doentes que aguardam por uma primeira consulta – com suspeita de doença e após encaminhamento do médico de família – é necessário olhar para o total das que foram efectuadas em 2006: dois milhões de primeiras consultas e nove milhões de consultas hospitalares subsequentes.
Correia de Campos já se mostrou disponível para ir ao Parlamento explicar a situação das listas de espera nos hospitais, tal como o Bloco de Esquerda exigiu ontem, mas o Ministério da Saúde disse que não tem dados referentes a 2007.
Para diminuir a lista de espera, o Governo avança com a informatização dos centros de saúde em ligação com os hospitais. Hoje, 70 hospitais já recebem informação clínica dos doentes e especialistas marcam as primeiras consultas pelo critério da prioridade clínica. Em 2008 o projecto vai abranger 100 hospitais e 300 centros de saúde.
Referindo-se apenas aos que aguardam por uma consulta aos olhos, Florindo Esperancinha, presidente da Sociedade Portuguesa de Oftalmologia, disse ao CM que só se pode analisar os dados comparando-os com o total de consultas. “Esse valor corresponde a 18 por cento do total [573 mil], uma percentagem que não é excessiva, e é aceitável.”
Por seu lado, o bastonário dos Médicos, Pedro Nunes, defendeu a criação de um sistema de Saúde “mais elástico” para diminuir as listas de espera, à semelhança do que acontece em França e Alemanha.
DOENTES À ESPERA DE PRIMEIRA CONSULTA POR ESPECIALIDADE CLÍNICA
Oftalmologia - 97847
Otorrinolaringologia - 45948
Dermatologia e Venerealogia - 36858
Cirurgia geral - 31635
Ortopedia - 30711
Urologia - 24501
Cardiologia - 18009
Cirurgia vascular - 13772
Ginecologia - 13756
Neurologia - 9515
Gastrenterologia - 8958
Endocrinologia - 8754
Med. física e de reabilitação - 8635
Psiquiatria - 6572
Med. interna - 5488
Pediatria - 4858
Pneumologia - 4673
Estomatologia - 4531
Neurocirurgia - 4459
Reumatologia - 2951
Oncologia médica - 291
Infecciologia - 144
FONTE: Ministério da Saúde
Ver comentários