Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Os solários são um risco

Evitar os solários é uma das recomendações principais dos especialistas em Dermatologia para evitar os melanomas, o tipo mais perigoso de cancro da pele.
6 de Maio de 2006 às 00:00
“O solário está para a pele como o tabaco para o pulmão”, afirmou o secretário-geral da Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo (APCC) ao CM, no âmbito do 9.º Congresso Nacional de Dermatologia e Venereologia, a decorrer no Porto até domingo.
Osvaldo Correia acrescentou a necessidade de se fiscalizar o cumprimento da legislação de Novembro de 2005, que proíbe que menores e grávidas frequentem os solários e exige que os técnicos desta área tenham formação específica.
Em Portugal surgem anualmente dez mil novos casos de cancro de pele e 800 casos de melanoma, números revelados pelo responsável da APCC. Evitar a exposição ao sol entre o meio-dia e as quatro da tarde e e utilizar frequente protector solar são outros cuidados de prevenção.
DOENÇAS DE PELE
AS TRÊS MAIS MORTÍFERAS
DOENÇAS BULHOSAS
Fazem bolhas. São geralmente causadas por alergias a medicamentos ou são doenças auto-imunes (por ex: pensigo e pensigóide)
DOENÇAS BACTERIANAS AGUDAS
Exemplo: erisipela
MELANOMA DA PELE
O tipo mais perigoso do cancro da pele
AS TRÊS MAIS FREQUENTES
DOENÇAS RELACIONADAS COM O ACNE
Exemplo: rosácea
ECZEMAS ASSOCIADOS A ALERGIAS (ao ambiente e alimentares).
Exemplos: eczema atópico ou seborreico e psoríase
INFECÇÕES DO CABELO E UNHAS
Exempos: queda do cabel e micoses.
Ver comentários