Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

PJ deteve suspeito de burla qualificada e falsificação de documentos em Vila Real

Suspeito recorria a "diversos artifícios, nomeadamente intitulando-se falsamente como legitimo proprietário de inúmeros imóveis".
Lusa 14 de Abril de 2021 às 15:53
A Polícia Judiciária (PJ) deteve um homem de 42 anos suspeito dos crimes de burla qualificada e falsificação de documentos, em Vila Real, e de alegadamente se apropriar ilegitimamente de 400 mil euros, foi hoje anunciado.

O Departamento de Investigação Criminal de Vila Real da PJ disse, em comunicado, que o arguido, no exercício da sua atividade de mediação imobiliária, terá celebrado "vários contratos-promessa de compra e venda com cerca de uma dezena de lesados, levando-os a entregar-lhe cerca de 400 mil euros em dinheiro a titulo de sinal, dos quais se apropriou ilegitimamente".

Para o efeito, o suspeito recorria a "diversos artifícios, nomeadamente intitulando-se falsamente como legitimo proprietário de inúmeros imóveis".

O esquema terá sido concretizado no "período compreendido entre os anos de 2017 e 2020".

A PJ referiu que o homem está "fortemente indiciado pela prática dos crimes de burla qualificada e falsificação de documentos".

O detido, sem ocupação laboral, vai ser presente a interrogatório judicial para aplicação de eventuais medidas de coação.

Departamento de Investigação Criminal de Vila Real da PJ Vila Real Polícia Judiciária crime lei e justiça
Ver comentários