Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Polícia Judiciária faz buscas na Câmara Municipal de Lisboa

Autoridade está a apreender documentos. Em causa estão suspeitas de crime financeiro no departamento de urbanismo.
Tânia Laranjo 20 de Abril de 2021 às 13:58
A carregar o vídeo ...
Polícia Judiciária faz buscas na Câmara Municipal de Lisboa
A Polícia Judiciária está esta terça-feira a fazer buscas, a pedido do DIAP, no departamento de urbanismo da Câmara Municipal de Lisboa no Campo Grande e Paços do Concelho. Em causa estão projetos de urbanismo que estão a ser alvos de suspeita por parte da unidade de combate à criminalidade económico-financeira.

As autoridades já investigavam o caso há vários meses e em cima da mesa estão crimes como corrupção, abuso de poder e prevaricação.

"Estas buscas resultaram de várias denúncias, incluindo participação ao Ministério Público pelo próprio Município na empreitada na Segunda Circular cancelada pela autarquia, a processos urbanísticos (Hospital da Luz, Torre da Av. Fontes Pereira de Melo, Petrogal, Plano de Pormenor da Matinha, Praça das Flores, Operação Integrada de Entrecampos, Edifício Continente, Twin Towers, Convento do Beato) e empreitadas: Segunda Circular, São Pedro de Alcântara e Piscina Penha de França", avança comunicado da autarquia. 

"Tanto a empreitada anulada pelo Município na Segunda Circular, como a Torre de Picoas e Hospital da Luz, já tinha sido adiantado ao jornal Público, pela Procuradoria-Geral da República, estarem a ser alvo de investigação, a 18 de julho de 2017. As diligências hoje efetuadas são as primeiras que a Câmara tem conhecimento sobre estes processos", acrescenta.


Segundo o comunicado da Políca Judiciária, foram feitos "28 mandados de busca, 10 buscas domiciliárias e 18 não domiciliárias". A ação ocorreu em Lisboa, Sintra, Cascais, Caldas da Rainha e Alvor, contando com a participaçao de seis magistrados do Ministério Público e de 90 inspetores peritos da PJ.

Para já não está prevista a constituição de arguidos.

Segundo nota da Câmara, o município facultou toda a documentação e prestou toda a colaboração ao Ministério Público e PJ.
Polícia Judiciária Câmara Municipal de Lisboa
Ver comentários