Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Polícia Marítima apanha lancha com seis toneladas de combustível a traficantes de droga

Cinco homens foram detidos numa abordagem de alto risco em Alverca do Ribatejo. Veja as imagens.
Sérgio A. Vitorino 10 de Março de 2021 às 19:30
Polícia Marítima apanha lancha a traficantes de droga
Polícia Marítima apanha lancha a traficantes de droga
Polícia Marítima apanha lancha a traficantes de droga
Polícia Marítima apanha lancha a traficantes de droga
Polícia Marítima apanha lancha a traficantes de droga
Polícia Marítima apanha lancha a traficantes de droga
Polícia Marítima apanha lancha a traficantes de droga
Polícia Marítima apanha lancha a traficantes de droga
Polícia Marítima apanha lancha a traficantes de droga

A Polícia Marítima, através dos seus investigadores criminais, numa abordagem de alto risco efetuada pelo seu Grupo de Ações Táticas (GAT), deteve cinco homens e apreendeu uma lancha de alta-velocidade especialmente preparada para o tráfico de droga. A ação ocorreu, na madrugada de segunda-feira, em Alverca do Ribatejo, foi esta quarta-feira anunciado.

De acordo com a Polícia Marítima, a sua Unidade Central de Investigação Criminal erstava a investigar, desde 2019, "suspeitas de que alguns portos de Portugal Continental estavam a ser utilizados como polo de entrada e de saída de embarcações destinadas ao tráfico de estupefacientes por via marítima, tendo as suspeitas sido consolidadas com o aparecimento de vários depósitos de combustível ao longo de alguns estuários em Portugal Continental".

Tal como o CM noticiou, um desses casos ocorreu em outubro passado – uma lancha arrojou contra as rochas do Guincho (Cascais), destruindo-se, e vário vazilhame de combustível foi encontrado por toda a barra do Tejo. Estas lanchas são colocadas na água, vão recolher a droga em alto mar a ‘navios mãe’ e trazem-na rapidamente para terra, sendo recolhidas para camiões e escondidas em armazéns.

Na operação de segunda-feira, foi "detetado um camião TIR, com quatro viaturas ligeiras junto do mesmo, tendo sido constatado, em flagrante, o momento em que foi retirada do interior do camião e colocada no rio uma embarcação de alta velocidade, com o apoio de uma grua", explica a Polícia Marítima. "Junto do local encontravam-se cinco também pessoas que se preparavam para sair na embarcação no momento em que foram intercetadas" pelos operacionais de elite da Polícia Marítima.

A lancha "sem registo e equipada com três motores de elevada potência, era alegadamente destinada ao tráfico de droga, considerando o modo de operar e as suas tipificações, estando abastecida com três toneladas de combustível e tendo no seu interior aproximadamente mais três toneladas de combustível acondicionado em 157 depósitos", refere a Polícia.

Além da lancha de alta-velocidade, do camião, de quatro viaturas e das seis toneladas de combustível,  a Polícia Marítima apreendeu ainda equipamentos de telecomunicações, entre eles telefones satélite, bem como cerca de treze mil euros em dinheiro, que estavam na posse dos cinco detidos. Estes, três portugueses e dois espanhóis, foram constituídos arguidos e libertados.

Ver comentários