Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Português livre de extradição por explosão no Líbano que matou 215 pessoas

As 2,7 toneladas de nitrato de amónio que causaram a tragédia explosão foram encomendadas pela Fábrica de Explosivos de Moçambique.
Correio da Manhã 13 de Junho de 2021 às 09:41
A carregar o vídeo ...
Português livre de extradição por explosão no Líbano que matou 215 pessoas
Jorge Moreira, o empresário de Paços de Ferreira acusado pelo Líbano de ter responsabilidade na explosão que provocou 215 mortos, em agosto de 2020, em Beirute, escapou à extradição para aquele país. As autoridades libanesas nunca formalizaram o pedido e a Relação do Porto arquivou o processo.

As 2,7 toneladas de nitrato de amónio usadas na explosão foram encomendadas pela Fábrica de Explosivos de Moçambique, na qual o português foi diretor comercial até 2016. Para o Líbano, era suspeito de introduzir explosivos no país, homicídio intencional e terrorismo, punidos com prisão perpétua.

Líbano Jorge Moreira Beirute Relação do Porto crime lei e justiça lei internacional
Ver comentários