Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Recorde o momento em que Joe Berardo disse no parlamento: "Eu não tenho dívidas. Claro que não"

Empresário e o advogado foram detidos no âmbito de uma operação da PJ e do MP por fraude à Caixa Geral de Depósitos.
29 de Junho de 2021 às 11:28
A carregar o vídeo ...
Empresário escapou a penhora da casa por parte da Caixa Geral de Depósitos.
O empresário madeirense Joe Berardo e o advogado que o representa, André Luiz Gomes, foram detidos esta terça-feira no decorrer de uma operação da Polícia Judiciária por burlas em financiamentos concedidos pela Caixa Geral de Depósitos (CGD). 

Em 2019, Joe Berardo foi ouvido numa comissão parlamentar de inquérito de recapitalização e gestão da CGD onde afirmou: "Eu não tenho dívidas. Claro que não".

O advogado disse ainda, durante o inquérito, que a situação creditícia do seu cliente servia de bode expiatório para os problemas que afligiram a CGD nos últimos anos. "Cada um vive com as suas responsabiliades", afirmou Joe Berardo.

Em resposta à deputada do Bloco de Esquerda Mariana Mortágua, que tinha perguntado por que é que Berardo "não paga o empréstimo à banca ou dá a garantia que aparentemente foi dada aos bancos quando fez um acordo de renegociação em 2008 e reiterou em 2011". O empresário respondeu: "Estou em negociações com os bancos há algum tempo e vamos ver se chegamos a uma solução a breve tempo".

O empresário afirmou também, na altura, que "como português" tentou "ajudar a situação dos bancos numa altura de crise", referindo-se à prestação de garantias quando as ações que serviam como colateral desvalorizaram, gerando grandes perdas para os bancos.

Joe Berardo André Luiz Gomes Caixa Geral de Depósitos Polícia Judiciária CGD economia negócios e finanças
Ver comentários