Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Recurso do procurador Orlando Figueira no âmbito da Operação Fizz na Relação dois anos depois

Arguido foi condenado há mais de dois anos por corrupção passiva e branqueamento de capitais.
Lusa 9 de Março de 2021 às 19:53
Procurador Orlando Figueira
Procurador Orlando Figueira FOTO: CMTV
O recurso do procurador do Ministério Público Orlando Figueira, condenado há mais de dois anos por corrupção passiva e branqueamento de capitais na Operação Fizz, foi distribuído no Tribunal da Relação de Lisboa (TRL) na passada sexta-feira.

O recurso apresentado pelo magistrado do Ministério Público (MP) contra a sua condenação foi, segundo o portal Citius, distribuído à 3.ª secção criminal o TRL e terá como relatora a juíza desembargadora Maria Leonor Silveira Botelho.

No recurso em análise é também requerente o advogado Paulo Blanco, que foi condenado a uma pena suspensa de quatro anos e quatro meses por corrupção ativa, branqueamento de capitais, violação do segredo de justiça e falsificação de documento, tendo o tribunal rejeitado o pedido do MP para que fosse suspenso do exercício da advocacia.

Orlando Figueira Tribunal da Relação de Lisboa TRL Ministério Público questões sociais
Ver comentários