Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Roubada quando seguia de mota

Já me estavam a perseguir há algum tempo, mas ao porem-se ao meu lado pensei que me iam ultrapassar. Foi aí que me empurraram e a mota caiu-me em cima. Levaram-me tudo. Por que é que isto me havia de acontecer logo a mim?", disse ainda em pranto, Maria Conceição Silva, de 37 anos, assaltada por dois homens numa mota, ontem às 12h40, na rua da Fonte, em Mindelo, Vila do Conde.
15 de Maio de 2008 às 00:30
Maria Conceição Silva ficou em estado de choque e teve de ser assistida no hospital
Maria Conceição Silva ficou em estado de choque e teve de ser assistida no hospital FOTO: direitos reservados

Após o assalto a vítima entrou em estado de choque, tendo mesmo desmaiado. Foi transportada para o Hospital de Vila do Conde, com algumas escoriações nos braços e nas pernas. "Agora até tenho medo de sair de casa", confidenciou.

Maria Conceição tinha acabado de sair da Junta de Freguesia de Vila Chã, onde está a concluir o 4º ano. Ao volante da sua motorizada, seguia para uma consulta no dentista. "Levava mais de cem euros, que me foram dados pela Segurança Social para tratar dos dentes. Estou desempregada e eles ajudam-me", assegurou Maria.

A vítima contou que vinha a conduzir "nas calmas", quando os dois assaltantes, que disse serem "jovens", a empurraram para a berma da estrada. Já caída no chão, ficou sem a carteira, onde estavam documentos e mais de cem euros. "Que podia fazer perante aqueles dois homens?", afirmou ainda estarrecida.

Quando estava ainda prostrada no chão, passaram dois carros pelo local mas não a auxiliaram. "Só mais tarde é que passaram duas pessoas que me ajudaram", contou. Tudo aconteceu muito rápido e a vítima apenas se lembra dos "capacetes coloridos".

Ainda ontem a GNR de Vila do Conde registou mais dois assaltos em duas horas: um automóvel roubado em Mindelo e um furto em carro, em Vila Chã.

Ver comentários