Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Ruína alarma moradores

Risco de derrocada na travessa Fernão de Magalhães.
Aureliana Gomes 23 de Outubro de 2016 às 18:04
Fernanda Santos teme a derrocada de imóveis antigos e degradados
Fernanda Santos teme a derrocada de imóveis antigos e degradados FOTO: CMTV
Estou sempre com o coração nas mãos, tenho medo de que aconteça aqui uma tragédia." A preocupação é de Fernanda Santos, moradora na travessa Fernão de Magalhães, Porto, onde a derrocada de um edifício deixou uma idosa ferida, na sexta-feira.

A mulher, que vive junto a uma casa abandonada e já com sinais de que poderá ruir, disse ao CM que os moradores daquela travessa já alertaram várias entidades. "Fui à câmara pedir ajuda porque tenho medo de morar aqui. A minha casa fica mesmo colada a uma que está abandonada e muito degradada. É certo que, mais dia, menos dia, vai cair", desabafou.

O sentimento de Fernanda Santos é partilhado por outros moradores da travessa. Lembram que, num raio de 500 metros, existem pelo menos seis casas em risco iminente de derrocada. "Vivemos sempre em sobressalto. Há várias moradias abandonadas ou degradadas, mas ninguém faz nada. É uma situação preocupante que precisa de ser resolvida", disse Maria Ribeiro, que vive na travessa há 42 anos. Apesar de se tratar de propriedade privada, o serviço municipal de Proteção Civil pode intervir.
Fernanda Santos Porto Maria Ribeiro Proteção Civil política
Ver comentários