Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

“Sem Covid-19 estávamos a disputar o título", garante Jorge Jesus

Jesus reconhece que tornar-se campeão é uma miragem mas diz que a pandemia é a única responsável por estar estão longe do 1º lugar.
Filipe António Ferreira 26 de Abril de 2021 às 09:08
Jorge Jesus não está satisfeito com a época que a sua equipa está a realizar
Jardel termina contrato em junho
Jorge Jesus não está satisfeito com a época que a sua equipa está a realizar
Jardel termina contrato em junho
Jorge Jesus não está satisfeito com a época que a sua equipa está a realizar
Jardel termina contrato em junho
Não tenho dúvida de que estaríamos a disputar o título se não tivesse acontecido [a Covid-19]. No futebol, não há muitos ses. Isto não é como começa, mas como acaba. O Sporting e o FC Porto têm uma vantagem pontual que nos tira esperança, em especial após perdermos (1-2) com o Gil Vicente. Mas não tenho dúvidas do porquê de termos perdido estes pontos todos”, disse este domingo Jorge Jesus.

O técnico do Benfica, na antevisão ao jogo desta segunda-feira com o Santa Clara, reconheceu a maior dificuldade da equipa em fazer golos no estádio da Luz: “É uma estatística factual. Na prática, não encontramos o porquê de acontecer. Há sempre uma justificação e uma resposta para tentar perceber porquê. Nunca me debrucei sobre isso, mas agora digo que, se calhar, as equipas anfitriãs jogam com o Benfica não tão fechadas, sendo diferente no Estádio da Luz. Aí, como é normal, as equipas trazem uma estratégia mais conservadora, fechada. Não o digo com sentido crítico”.

Jesus defende que é sempre melhor jogar bem e ganhar mas reconhece valor ao Santa Clara. “A responsabilidade é sempre a mesma: ganhar. E se tu consegues ganhar com uma grande exibição, melhor. Sabemos o adversário que vamos encontrar, um dos melhores da Liga, que está a fazer um campeonato excelente, a disputar a possibilidade de entrar nos seis primeiros lugares, e já nos deu sinais de que não é fácil de vencer. O Benfica já não tem crédito”, salientou o técnico, que elogiou o setor defensivo dos açorianos: “Depois dos quatro primeiros são a equipa com menos golos sofridos e a que tem mais marcados, isso atesta a qualidade deles”.

A possibilidade de Darwin jogar ao lado de Seferovic não está descartada para o técnico: “Não estou a dizer que vão jogar, como também não estou a dizer que não vão. Temos um treino amanhã [esta segunda-feira], que é um dos treinos que me tira muitas dúvidas, quando tenho alguma, em relação a lançar um ou outro jogador. Mas pode acontecer aparecerem os dois no jogo, disso não tenho dúvida nenhuma.” Jorge Jesus recordou que o uruguaio tem uma tendinite que o limita. Ainda assim, tem necessidade de jogar para que a dor que ainda sente possa passar.

weigl regressa depois de ser pai
O alemão Julian Weigl vai regressar esta segunda-feira ao onze frente ao Santa Clara. O médio falhou o último jogo depois de ter deixado a concentração da equipa, na madrugada do duelo com o Portimonense, para ser pai. Por sua vez, o brasileiro Gabriel cumpre um jogo de castigo.

jesus analisa futuro de trio
Jorge Jesus falou sobre o futuro imediato de Jardel, Samaris e André Almeida. Estes dois últimos são lesionados de longa duração e o brasileiro está em final de contrato. “Desses três, dois têm contrato, que é o caso do André e do Samaris. O Jardel é que acaba contrato”, afirmou. “Há jogadores que podem não ser titulares muitas vezes durante uma época, mas podem ser muito importantes para uma equipa. Desses três, qualquer um é muito importante para o equilíbrio da equipa e na liderança do grupo”.
Ver comentários