Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Suspeito da morte de menina lusodescendente condenado a 20 anos de prisão por outro homicídio

Homicida não vai recorrer da sentença de 20 anos proferida esta na noite no tribunal de Chambéry, na região Saboia.
Lusa 12 de Maio de 2021 às 01:48
Maëlys desapareceu durante uma festa de casamento
Maëlys desapareceu durante uma festa de casamento FOTO: Direitos Reservados
Nordahl Lelandais, suspeito da morte de Maëlys de Araujo, lusodescendente de 9 anos, foi condenado a 20 anos de prisão pela morte de um jovem militar, e não pretende recorrer da sentença, segundo anunciou o seu advogado.

Ao anúncio da sua condenação, na noite de terça-feira, Nodahl Lelandais terá fica "impassível", segundo descreveram os jornalistas, e, após ter reconhecido matar o jovem militar Arthur Noye, o homicida não vai recorrer da sentença de 20 anos proferida esta na noite no tribunal de Chambéry, na região Saboia.

"Já defendi muitas famílias de vítimas e sei o que é o sofrimento de um segundo processo para estas famílias. Não recorrer é também respeitar a vítima", disse Alain Jakubowicz, advogado de Nordahl Lelandais.

Nordahl Lelandais Maëlys de Araujo crime lei e justiça questões sociais morte punição / sentença
Ver comentários