Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Suspeito de agredir pai no concelho de Leiria obrigado a sair de casa

Detido pela GNR, está ainda proibido de contactar com o progenitor.
Lusa 8 de Janeiro de 2021 às 15:06
Detenção foi feita pelo Comando Territorial de Portalegre da GNR
Detenção foi feita pelo Comando Territorial de Portalegre da GNR FOTO: Pedro Noel da Luz
A GNR anunciou hoje a detenção de um homem de 51 anos suspeito de agredir o pai, de 79, no concelho de Leiria, tendo o arguido sido obrigado a sair de casa e está proibido de contactar o progenitor.

Em comunicado, a GNR informa que a detenção do arguido, suspeito do crime de violência doméstica, ocorreu na quinta-feira.

Segundo a GNR, "o suspeito infligia reiteradamente maus-tratos verbais, psicológicos, físicos e ameaças de morte ao pai".

"O agressor exigia à vítima quantias monetárias para adquirir bebidas alcoólicas e produto estupefaciente, coagindo-a sob ameaças de morte e agressões físicas, as quais se intensificaram nos últimos dias", refere o comunicado, adiantando que a vítima, ao temer pela vida, fugiu da residência onde ambos viviam e refugiou-se em casa de vizinhos, que denunciaram a situação à GNR.

Fonte da GNR disse à Lusa que a situação ocorreu na freguesia de Maceira e que ao arguido, "sem antecedentes criminais, não é conhecida atividade profissional, sendo dependente economicamente do pai".

Presente a primeiro interrogatório judicial esta sexta-feira, no Tribunal Judicial de Leiria, foi determinado ao suspeito a obrigação de sair de casa no prazo de 24 horas e a proibição de contactos por qualquer meio com o pai.

Leiria GNR crime lei e justiça polícia crime
Ver comentários