Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Tenta matar com carro após queixa de violação

Luís Gonzaga Pereira, de 35 anos, está indiciado por três crimes de tentativa de homicídio e um de violação.
Fátima Vilaça 29 de Julho de 2018 às 01:30
Luís Gonzaga Pereira
Fraude fiscal penalizada com prisão e pagamentos milionários ao Estado
Luís Gonzaga Pereira
Fraude fiscal penalizada com prisão e pagamentos milionários ao Estado
Luís Gonzaga Pereira
Fraude fiscal penalizada com prisão e pagamentos milionários ao Estado
O homem de 35 anos que, na terça-feira, acelerou de carro contra a esplanada de um café, no centro de Guimarães, com o objetivo de atingir uma funcionária que o rejeitava, já tinha violado a jovem semanas antes.

Luís Gonzaga Pereira, de 35 anos, tornou-se agressivo com a rapariga pela qual estava apaixonado, mas não era correspondido. Sabia onde a jovem vivia e onde trabalhava, e vigiava-a, diariamente, nos dois locais. Em junho, seguiu-a até casa e violou-a. Desde então, a jovem vivia aterrorizada. Há poucos dias, ganhou coragem e apresentou queixa na PSP. Esta semana, o homem tentou matá-la. Está na cadeia de Braga.

O suspeito está indiciado por três homicídios na forma tentada, um crime de ofensa à integridade física e um crime de violação. Não prestou declarações quando foi inquirido pela Polícia Judiciária de Braga, que o deteve na terça-feira, após ter lançado o carro sobre a esplanada do café, no centro da cidade-berço, e manteve o silêncio quando foi presente ao juiz de instrução do Tribunal de Guimarães.

O arguido está ainda a aguardar julgamento por outra violação, que terá cometido em 2014, também naquela cidade.

O juiz admitiu a possibilidade de reavaliar a medida de coação, aplicando a prisão domiciliária, com pulseira eletrónica.

Ao que o Correio da Manhã apurou, a própria guarda prisional revelou receios quanto à segurança do detido - que poderá ser alvo de 'castigos' por parte de outros reclusos.
Ver comentários