Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
3

Tempestade em Portugal causa 1384 ocorrências em três dias

Lisboa e Coimbra foram os distritos mais atingidos por inundações e queda de árvores.
João Saramago 16 de Setembro de 2021 às 08:32
A carregar o vídeo ...
Tempestade em Portugal causa 1384 ocorrências em três dias
A passagem de uma tempestade pelo território do continente provocou 1384 ocorrências, nos últimos três dias, 177 das quais esta quarta-feira até ao final da tarde, divulgou a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil.

A maior parte dos danos resultaram de inundações e quedas de árvores ou de estruturas. O distrito de Lisboa foi, esta quarta-feira, o mais atingido, seguindo-se Coimbra, Leiria, Aveiro e Porto. A tempestade provocou um ferido grave em Almeida, na sequência de um desmoronamento. Cinco pessoas ficaram desalojadas, em Alenquer, devido a inundações.

Para esta quinta-feira, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera indica uma melhoria dos estado do tempo, com a previsão de períodos de céu muito nublado, neblina ou nevoeiro matinal e uma pequena subida da temperatura máxima.

Entretanto, a Direção Regional de Agricultura e Pescas do Centro deslocou-se aos terrenos de milho afetados pelo mau tempo para fazer um levantamento dos prejuízos. A Associação Distrital dos Agricultores de Coimbra, divulgou que cerca de nove mil hectares de milho no Baixo Mondego, ou seja, metade da colheita, estão em risco de se perder, entre Coimbra e Carapinheira.

pormenores
Fim de semana cinzento
A previsão para o fim de semana indica céu pouco nublado ou limpo, vento fraco a moderado e pequena descida de temperatura mínima.

Precipitação elevada
Vila Nova de Cerveira registou esta quarta-feira precipitação de 78 litros por metro quadrado. Em Reguengos de Monsaraz foi de 73. Foram os valores mais altos do País.
Portugal Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil Coimbra meteorologia política autoridades locais
Ver comentários