Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Vídeos mostram rasto de destruição do furacão Leslie

Aveiro, Leiria, Coimbra e Lisboa entre os distritos mais afetados.
14 de Outubro de 2018 às 09:25
Casa atingida por árvore, no Porto
Casa atingida por árvore, no Porto
Leslie deixa rasto de destruição na Figueira da Foz
Árvore cai em cima de casa no Porto
Momentos de pânico em Ovar devido ao furacão
Vento e agitação marítima em Setúbal na passagem do furacão Leslie
Queda de árvore corta linha do metro em Matosinhos
Consequências da passagem do Leslie por Portugal
Casa atingida por árvore, no Porto
Casa atingida por árvore, no Porto
Leslie deixa rasto de destruição na Figueira da Foz
Árvore cai em cima de casa no Porto
Momentos de pânico em Ovar devido ao furacão
Vento e agitação marítima em Setúbal na passagem do furacão Leslie
Queda de árvore corta linha do metro em Matosinhos
Consequências da passagem do Leslie por Portugal
Casa atingida por árvore, no Porto
Casa atingida por árvore, no Porto
Leslie deixa rasto de destruição na Figueira da Foz
Árvore cai em cima de casa no Porto
Momentos de pânico em Ovar devido ao furacão
Vento e agitação marítima em Setúbal na passagem do furacão Leslie
Queda de árvore corta linha do metro em Matosinhos
Consequências da passagem do Leslie por Portugal
A tempestade Leslie provocou 27 feridos ligeiros, 61 desalojados e quase 1.900 ocorrências comunicadas à Proteção Civil, de acordo com o balanço mais atualizado desta autoridade.

Das 1.890 ocorrências registadas pela ANPC, 1.218 diziam respeito a quedas de árvores e 441 a quedas de estruturas, tendo o vento sido o fenómeno que causou maior número de ocorrências, segundo Rui Laranjeira.

De acordo com o comandante, o distrito de Coimbra foi o mais afetado, seguindo-se os de Aveiro, Leiria e Viseu.

Na Figueira da Foz, o Leslie deixou um violento rasto de destruição com árvores caídas e ventos muito fortes, especialmente na Avenida Marginal. 

No Porto, uma árvore caiu em cima do telhado de uma casa.

Não houve feridos a registar mas a ocorrência levou o pânico aos moradores.

Já em Matosinhos, outra árvore caiu, cortando a linha do metro. Esta foi uma das ocorrências mais graves na cidade devido à passagem do furacão Leslie. 

Em Setúbal, o vento e a agitação marítima foram os principais focos de preocupação.

Rajadas de vento de mais de 50 quilómetros por hora assolarama região às primeiras horas da noite deste sábado. 

Em Ovar, o vento e a agitação do mar também foram os principais focos de atenção das autoridades. Viveram-se momentos dramáticos.
Ver comentários