Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

20 pessoas multadas no Aeroporto de Lisboa por não apresentarem teste à Covid-19

Montante mínimo da coima para as companhias aéreas é 20 mil euros e 300 euros para os passageiros.
Correio da Manhã e Lusa 1 de Dezembro de 2021 às 13:15
Aeroporto de Lisboa
Aeroporto de Lisboa FOTO: CMTV

Vinte pessoas foram multadas depois de terem desembarcado no aeroporto de Lisboa sem apresentarem teste negativo à Covid-19.

Os casos foram detetados em passageiros de voos provenientes do Espaço Schengen. Os passageiros foram reencaminhados para a realização de teste naquele espaço. Metade dessas pessoas já testaram negativo. As outras dez aguardam resultado.

Além das multas aplicadas aos passageiros, também a companhia aérea que realizou o voo será multada. O montade mínimo da coima para as companhias aéreas é de 20 mil euros e 300 euros para os passageiros.

O SEF já controlou 25 voos e disse que o fluxo no aeroporto tem sido "normal", apesar dos constrangimentos.

Só foi registada uma situação em que o passageiro não cumpria os requisitos legais, tendo realizado um teste que deu negativo.

Desde as 00h00 desta quarta-feira e até, pelo menos, 09 de janeiro todos os passageiros provenientes de voos internacionais, independentemente de possuírem certificado de vacinação, são obrigados a apresentar um teste negativo de diagnóstico à covid-19 no momento do embarque, à exceção dos viajantes com certificado de recuperação da covid-19.

Esta medida pretende responder ao aumento do número de casos de covid-19 em Portugal e coincide com as restrições e com o regresso à situação de calamidade, que vai manter-se até 20 de março de 2022.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Covid-19 Lisboa transportes aviação pandemia
Ver comentários