Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
9

Cuidados Intensivos no Centro perto das ‘linhas vermelhas’

Região Centro tem a ocupação em percentagem do nível de alerta mais elevada, com 82%.
João Saramago 30 de Novembro de 2021 às 08:46
Cama hospital
Cama hospital
As Unidades de Cuidados Intensivos (UCI) da região Centro são as que apresentam maior pressão de casos de doentes graves. A nível nacional, na última semana observou-se um número crescente de doentes internados em UCI (+43% em relação à semana anterior).

A região Centro tem a ocupação em percentagem do nível de alerta mais elevada, com 82%. O que significa que as ‘linhas vermelhas’ estabelecidas para a região Centro apresentam uma ocupação de 34 camas, sendo que de acordo com o último relatório do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge estavam ocupadas 28 camas (82%). A região Norte ostenta a segunda situação mais complicada, com as ‘linhas vermelhas’ fixadas nas 75 camas, estando ocupadas 32 (43%).

O nível de alerta definido corresponde a 75% do número de camas disponíveis para doentes Covid-19 em medicina intensiva. Alcançado este valor, os hospitais têm de criar condições para a abertura de mais camas.

Portugal apresenta uma tendência fortemente crescente de novos casos e o Centro é a região, depois do Algarve, que levanta maior preocupação. A incidência cumulativa a 14 dias foi de 402 casos por cem mil habitantes no Centro. O Algarve registou o valor mais alto de incidência, com 578. O Alentejo tem, contudo, uma evolução mais desfavorável, com um crescimento de novos casos de 68% numa semana.
Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Ver comentários