Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
3

400 pessoas em protesto contra mau serviço da Alsa Todi

Empresa é acusada de não cumprir serviço público contratado.
Bernardo Esteves e Lusa 2 de Outubro de 2022 às 10:16
O protesto foi organizado pela Câmara Municipal de Setúbal, que acredita em melhorias para breve
O protesto foi organizado pela Câmara Municipal de Setúbal, que acredita em melhorias para breve FOTO: RUI MINDERICO/lusa
O não cumprimento de horários e das carreiras previstas levou, este sábado, cerca de 400 pessoas a manifestarem-se em Setúbal e no Montijo contra o “mau serviço” prestado pela Alsa Todi. A empresa é acusada de não cumprir o serviço público de transporte contratado com a Carris Metropolitana em Alcochete, Moita, Montijo, Palmela e Setúbal.

“Vamos para a paragem sem garantia de quando vai passar o próximo autocarro e sem sequer saber se vai passar. O transporte público, neste momento, não é uma garantia para as pessoas de Setúbal”, afirmou João Carrasquinho, um dos 300 utentes que protestaram junto ao Estádio do Bonfim.

O protesto foi organizado pela própria câmara, tendo o presidente André Martins (CDU) deixado indicações de melhorias para breve. “A empresa garantiu-nos sexta-feira numa reunião que na segunda-feira já teria no terreno condições para desempenhar o serviço contratado”, disse o autarca numa intervenção. A empresa garantiu já ter contratado mais motoristas e cancelado serviços privados. No Montijo, 100 pessoas concentraram-se junto ao mercado municipal. “Aprovámos uma resolução a exigir sanções pelo incumprimento da Alsa Todi”, disse Paulo Soares, representante dos Utentes dos Transportes Públicos Rodoviários do Montijo.
Ver comentários