Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
4

Aumento do tempo passado em frente aos ecrãs no teletrabalho provoca queixas oculares e dor de cabeça

Sociedade Portuguesa de Oftalmologia relembrou que os trabalhadores levantam-se menos vezes do que se estivessem no trabalho.
Lusa 27 de Janeiro de 2021 às 07:10
teletrabalho xxx
teletrabalho xxx FOTO: Unsplash
A Sociedade Portuguesa de Oftalmologia reconheceu esta terça-feira que, com o teletrabalho, aumentaram as queixas de cansaço ocular, pressão nos olhos, dores de cabeça e vista irritada por causa do tempo que as pessoas passam em frente ao computador.

"Se antes, nos postos de trabalho [nas empresas], nos levantávamos de vez em quando, agora isso não acontece. Estamos mais tempo a olhar para o computador, mais tempo a pedir aos olhos que foquem à mesma distância", explicou à agência Lusa o vice-presidente da Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO), Fernando Trancoso Vaz.

Além disso, acrescentou, "quando estamos a olhar para o computador, como estamos atentos aos pormenores que lá estão, vamos pestanejar menos vezes, logo, há menor lubrificação e, como olho está muito tempo aberto, a lágrima evapora".

Sociedade Portuguesa de Oftalmologia saúde questões sociais demografia problemas oculares dor de cabeça
Ver comentários